terça-feira, 22 de novembro de 2011

Oração do Músico Cristão


Senhor, Jesus Cristo, Somos notas diferentes na mesma pauta do Reino de Deus.
Nós Te louvamos por este tempo de pausa, de silêncio.
Lembramos que a quietude de Tua mãe, Maria, permitiu que ela respondesse "sim"!
E a Canção se fez gente, e habitou no meio de nós (Jo 1,14).
Temos timbres diferentes, e exatamente por isso podemos cantar na trinitária harmonia dos acordes da fé, da esperança e do amor.
Que possamos unir nossas diferenças para que a canção seja mais santa e mais bela.
Sabemos que na vida existem acidentes.
Mas não nos deixes cair na desafinação.Que possamos ouvir a voz uns dos outros, seguindo as Tuas orientações e movimentos, nosso maestro maior! 
Alerta-nos para que saibamos obedecer os sinais de expressão: desde o pianíssimo e oculto serviço da composição, até à fortíssima visibilidade de nossa canção nos Meios de Comunicação.
Acima de tudo, nós Te pedimos: lembra-nos que a clave é quem dá o nome, a altura e o significado de tudo o que cantamos.
E a nossa clave és Tu, Sol Nascente, Luz do Alto, que veio nos ensinar a profetizar pela canção, com os olhos para o alto e com os pés firmes no chão.
De todas as verdades, És o supremo cantor.
Senhor Jesus, nossa boca cantará ao ritmo do Teu coração.
Unidos cantaremos a Tua eterna canção de Amor.
Amém!

Pe. Joãozinho, scj

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

APROFUNDAMENTO PARA MÚSICOS - 13/11/2011

O Aprofundamento para Músicos acontecerá dia 13 de novembro de 2011, das 08hs às 17:30hs, no Salão da Paróquia Bom Jesus - SGAS 601 - Módulo 3/4 - L2 Sul (ao lado do prédio da TV Rede Vida e Colégio Santa Rosa).
Serão abordados temas que giram em torno da espiritualidade do músico. Na programação estão previstos momentos de louvor, pregação, oração, adoração e partilha.

 
Organização: Projeto Leví em conjunto com a Pastoral da Música da Arquidiocese de Brasília (pastoraldamusica.com.br).
Informações: Júnior: 8443-3515/Adilson: 9629-8227
Secretaria da Paróquia Bom Jesus: 3226-5553 - E-mail:parbomjesus@gmail.com

sábado, 24 de setembro de 2011

Minha música me leva para o céu?

A música precisa me levar ao céu e despertar nos corações de quem me escuta o desejo do céu!

No decorrer da minha caminhada musical e cristã, pude perceber que a música tem um poder incrível de fazer a opinião, de animar, de desanimar, de induzir, entre outros. Ela, de fato, mexe conosco, com nosso interior e vai além: faz com que coloquemos o que está dentro para fora, ou seja, faz com que os sentimentos se tornem visíveis a todos.

Verificamos isso em muitas pessoas que “curtem” determinados estilos musicais e acabam assumindo para si aquela determinada maneira de ser, vestir, andar, baseadas no conceito que veio junto com aquele estilo musical. Certamente, não é só a música, é toda a escolha do modo de vida que elas adotam. E a música é o "carro-chefe", se assim podemos dizer.

Isso não é uma crítica a nenhum estilo musical ou à determinada maneira de se portar ou a qualquer liberdade de escolha. Quero simplesmente exemplificar, e tomando esse exemplo quero chegar àquilo que faço por graça de Deus: a música cristã, católica.


Se a música tem esse poder de entrar pelos meus ouvidos e mexer com todo meu ser, então é necessário que a música católica desperte nosso interior para a santidade; é primordial que a música nos leve para Deus.




A música dentro da Igreja continua mexendo com nossos sentimentos, continua tendo o mesmo efeito que a música fora dessa instituição tem. Mas onde está o nosso diferencial? O nosso diferencial está no que somos. E digo isso diretamente aos músicos, àqueles que fazem música cristã, católica. O agir segue o ser, se busco a santidade, minha música automaticamente também buscará santidade e as pessoas que a escutam também sentirão o desejo de buscá-la [santidade] e, assim, como costumo dizer: "e vida que segue"

Tudo começa em um coração que quer encontrar o Senhor. Falando de modo bem pessoal, Deus me deu a música, mas me deu para me ganhar, ou seja, sou músico para ir para o céu. A música foi um modo por meio do qual Deus, na Sua misericórdia, viu que poderia me levar para o céu, e com minha ajuda poderia também levar outros para o céu. Mas é meu o chamado, é minha a escolha de buscá-Lo pela música e levá-Lo pela música.

Nós nos enganamos muitas vezes e saímos do essencial da nossa musicalidade, achamos que nossa música só é eficaz quando o externo (som, palco, público) está perfeito; no entanto, esta só tem eficácia quando nosso coração está lutando para chegar à perfeição, externando nossa vida de oração e comunhão com o Espírito Santo. Não nos enganemos, sejamos hoje também pessoas que criem estilos de “santos” em nossa comunidade, paróquia, famílias, entre outros.

A música precisa me levar ao céu e despertar nos corações de quem me escuta o desejo do céu!

Deus abençoe você e seu ministério!
Até a próxima!

Postado por André W. Florencio - Missionário da Comunidade Canção Nova

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

EMPRESTAR OU COPIAR CD É PIRATARIA?

Apesar do crescimento do download ilegal de filmes pela Internet e das vendas de DVDs piratas nas ruas do centro, ainda é pela música que o som da pirataria mais reverbera entre as pessoas comuns.
Primeiro porque o download de filmes exige uma conexão banda larga, regalia de poucos brasileiros. Segundo, porque mesmo com a queda dos preços e consequente popularização dos aparelhos de DVD vendidos em dez vezes sem juros, sua única opção é a sala de casa; enquanto que a música você escuta em qualquer lugar, em movimento, no trânsito, na academia...
É interessante notar que a lei brasileira de direitos autorais foi alterada pelo governo em 1998. Até aquela época, havia uma flexibilidade maior no que se podia ou não fazer aos olhos da lei.
De 1998 em diante, novas regras e restrições surgiram, em grande parte seguindo diretrizes da lei norte-americana de direitos autorais.
De acordo com o advogado Túlio Vianna, presidente do Instituto Brasileiro de Direito Eletrônico, o simples ato de emprestar um CD ao amigo não se enquadra como crime. O que o seu amigo irá fazer com isso, porém, pode ou não ser enquadrado como infração. Vianna realça, porém, que "o Direito não é algo objetivo, e sua interpretação pode variar de acordo com os tribunais em que for aplicada a lei", daí haver tantas dúvidas recorrentes em decisões relativamente similares da Justiça brasileira.
O art.184, §4º, do código penal, não considera crime a "cópia de obra intelectual ou fonograma, em um só exemplar, para uso privado do copista, sem intuito de lucro direto ou indireto". Em outras palavras, pela lei, o CD que você comprou na loja pode ser copiado uma única vez para uso pessoal, sem fins lucrativos. Por outro lado, a lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 é uma lei civil e, de fato, considera uma violação de direitos autorais a cópia integral (art.46, II, da lei). Você pode não ser punido criminalmente, mas viola uma norma civil. Em tese, você pode ser obrigado a pagar uma reparação civil ao autor, mas na prática é bem improvável que isso aconteça.
Pela mesma lógica, o mesmo vale para "ripar" o CD (converter para um formato digital como o MP3, via software, no computador) e escutar as músicas no carro ou no escritório.
O quadro muda, porém, quando sua compra é feita em lojas de música online. Segundo Túlio Vianna, é preciso ler com atenção o contrato de adesão ao fazer a compra. Cada loja pode estabelecer suas próprias diretrizes. Algumas permitem apenas uma cópia, outras protegem o arquivo para transferência uma única vez ao toca-MP3 e assim por diante.
Então emprestar um CD não é crime? A situação não é tão simples quanto parece. Para o advogado José Antônio Milagre, presidente da Comissão de Propriedade Intelectual e Segurança da Informação da OAB-SP, "quando se compra um CD, o que está se comprando é apenas o suporte físico material, a mídia, ao passo que o conteúdo intelectual não é, em nenhum momento vendido. Trata-se de um licenciamento exclusivo e permanente de uso", explica.
No caso, Milagre acredita que quando se executa um CD na presença de várias pessoas não se pode falar em pirataria, contudo, o ato de emprestar pode constituir violação autoral porque a nota fiscal individualiza o comprador, no jargão jurídico, "o licenciado". O advogado esclarece que, apesar da aparente rigidez, praticamente não existe apuração em relação a atos desse tipo (de emprestar CDs).
Sobre a questão dos preços de CDs, que parecem estar sempre no centro da discussão, durante quase um mês procuramos a Associação Brasileira dos Produtores de Disco, que não se pronunciou formalmente. A reclamação generalizada de usuários e consumidores é que a indústria fonográfica fala, fala muito, mas o preço do CD nunca cai; enquanto o lucro das gravadoras aumenta, mesmo com os "bilhões de dólares" anunciados de prejuízo decorrente da pirataria.
Segundo dados da Riaa (associação das gravadoras norte-americanas), a receita com a venda de músicas em plataforma física ou digital ficou em US$ 11,5 bilhões em 2006. Apesar de uma queda de 12,8% nas vendas de mídia em plataformas físicas de 2005 para 2006, a distribuição online de músicas cresceu 63,2%.

Fonte: UOL Tecnologia (por Paulo Rebêlo)

sábado, 20 de agosto de 2011

4ª Marcha Nacional da Cidadania pela Vida

No dia 31 de agosto, a Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF), será palco da 4ª Marcha Nacional da Cidadania pela Vida, que neste ano terá como tema “Quero viver! Você me ajuda?”. A marcha é uma iniciativa do Movimento Nacional da Cidadania pela Vida – Brasil sem Aborto.


O evento acontecerá às 15 horas e pedirá a aprovação do Estatuto do Nascituro (Projeto de Lei 478/2007) que tramita no Congresso Nacional.
“O Brasil já tem leis aprovadas como o Estatuto da Criança e do Adolescente, o Estatuto do Idoso e já existe proposta para aprovar o Estatuto da Juventude. Chegou a hora de o país ter o seu Estatuto do Nascituro, que já foi aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família, mas precisa ser aprovado também por mais duas Comissões na Câmara dos Deputados”, diz um dos trechos do panfleto da 4ª Marcha Nacional, que convoca a população para a concentração em frente ao Museu Nacional.

A manifestação pretende ainda entregar 50 mil assinaturas ao Presidente da Câmara dos Deputados, pedindo a aprovação do Estatuto.



Fonte: CNBB

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Sugestão de Melodia - Salmo 44



— À vossa direita se encontra a rainha,/ com veste esplendente de ouro de Ofir.
— À vossa direita se encontra a rainha,/ com veste esplendente de ou....ro de Ofir.
— As filhas de reis vêm ao vosso encontro,/ e à vossa direita se encontra a rainha/ com veste esplendente de ouro de Ofir. (refr.)

Fonte: Canção Nova

Martin Valverde - Discúlpeme Pero No




Discúlpeme Pero No (Tradução)
Desculpe-me pelo não, não me faz falta
Uma moda para minha identidade,
Me visto de sincero e não me cai tão mal,
E trago a medida minha autenticidade

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

TENHO AMIGOS CANTORES NO CÉU... - Osvaldo Lima

Não sei quais são os propósitos de Deus, mas eu acho que Ele deve estar organizando uma festa daquelas lá no céu. Semana passada convocou minha tia para ir para o céu cozinhar para Ele. Depois convidou o garoto Lucas para animar a festa. E agora o sr. Zé Maria para cantar...

Hoje, enquanto eu estava cantando na escola, nas comemorações do Dia do Estudante, Deus acabou chamando este irmão na fé para cantar para Ele lá no céu... 

O sr. Zé Maria era mais um daqueles grandes companheiros de missão que subiram para entoar, com os anjos, hinos de glória ao Senhor. Ele tinha já seus 60 e poucos anos, senão me falha a memória, e cantou comigo durante um bom tempo nas missas da Paróquia Nossa Senhora da Glória, em Ceilândia Sul, no Distrito Federal. 

O sr. Zé Maria tinha uma voz de tenor. Amava cantar os salmos. Na verdade, ele amava estar cantando pra Deus na missa. Sempre com o seu próprio microfone, que tinha comprado, e seu pote de água. Parecia que estar ali, para ele, era o momento do grande encontro com Deus. 

No Natal de 2009, eu e ele acabamos tocando na Missa, na capela de São José Operário, substituindo a equipe de canto escalada. Isso aconteceu devido ao fato de uma das meninas da equipe ter falecido: a Alessandra. Senão me engano, ela morreu no dia 22. Morreu em casa. Encontraram-na na cama, com os folhetos de canto do Natal. Estava ensaio para cantar na noite do Natal. Deus quiz antecipar está noite tão especial para ela. Tenho certeza que ela foi cantar ao vivo, face a face, com o nosso Senhor, Jesus Cristo.

Deus já chamou vários amigos que compartilharam momentos de fé nessa caminhada com JESUS CRISTO. Lembro-me do sr. Odilon, mais conhecido como "seu Sábia". Tinha uma voz rouca. Tocava no modo caipira de bater no violão. Como era bom ouvi-lo tocar e cantar. Apesar dessa voz rouca, ele não estava nem ai pra quem o criticava por causa da sua voz ou do jeito de tocar. Ele queria era tocar pra Deus. Fazia umas "gambiarras" com os fios. Remendava os autofalantes com cola branca e papel. Chegou até inventar um microfone, parecido com o do Sílvio Santos, amarrado no pescoço com fios de energia. Mas ele não se preocupava se era estranho, com nada disso... Ele queria era louvar a Deus.

Foi o "seu Sábia" que me ensinou como tocar nas missas, na comunidade de Nossa Senhora de Guadalupe e na comunidade de São Francisco de Assis, em Ceilândia. Eu tinha doze anos quando o conheci. Eu sempre arranjava um jeito de estar perto dele. Foi ele que me ensinou um canto de paz que guardo até hoje: "Paz, paz de Cristo, paz. Paz que vem do amor, te desejo irmão. Paz e a felicidade de ver em você Cristo, nosso irmão...."

Ele me chamava de "Vadinho". Quantas vezes o "seu Sábia" me fala assim: "Vadinho, Vadinho! Vem cá! Presta atenção! Pra tocar pra Deus a gente tem que ser humilde. Tem que ter humildade! Não esqueça disso! Humildade!". Nunca consegui tirar essa frase da minha cabeça!

"Seu Sábia" morreu com câncer na garganta. Lembro-me que no dia do seu enterro, eu coloquei no seu caixão um troféu em forma de clave de Sol. O povo até ficou meio assustado. Cheguei, levantei o pano que o cobria e coloquei o troféu, entre suas mãos! Lembro-me que naquela hora rezei para que Deus, ao ver aquela troféu, tivesse a certeza que aquele homem compreendeu o que era ser uma cantor de Deus. Ele foi um dos únicos músicos católicos "santo-vivo" que eu encontrei na minha vida. Naquele momento eu tive a certeza que Deus queria que eu continuasse tudo aquilo que o "seu Sábia" me ensinou! Até hoje, lembro-me dele quando começo a tocar. A sua voz ecoa nos meus ouvidos: "Vadinho, pra tocar pra Deus precisa ser humildade". Comprei uma viola caipira, de 10 cordas e a batizei com o nome de "Sábia", em homenagem ao sr. Odilon.

Não sei os propósitos de Deus, mas sei que tenho amigos preparando uma festa no céu. 
Farei de tudo para estar lá com eles!

sábado, 6 de agosto de 2011

Maestro Sapo - Enche-me Senhor


Fonte: Canção Nova

Dia de Bodas - Padre Zezinho

Dia de Bodas
(Pe Zezinho)

Foi amor quando seus olhos se encontraram,
Foi amor quando falaram sem falar,
Foi amor quando por fim se aproximaram,
Foi amor quando sairam pra jantar,
Foi amor quando ele disse o que sentia,
Foi amor quando ela disse, eu vou pensar,
Foi amor quando ele disse o que pensava.
Amor bonito foi aquele Amor!


I Coríntios 14, 15

"...Vou orar com meu espírito, 
e orar também com minha mente. 
Cantarei com meu espírito 
e cantarei também com minha mente."

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Cosme: de ex-fundador do Comando Vermelho à músico católico...

E ai galera de Cristo!
Essa série de vídeos que selecionei faz parte da pregação de um rapaz muito importante para a música católica: COSME!
Cosme é ex-fundador do Comando Vermelho.Ele faz parte da Missão Restaurando Vidas, que atua no Rio de Janeiro tirando garotos do tráfico de drogas.
Suas músicas são movidas com uma unção única: aquela que alegra os corações e os prepara para Deus. Algumas delas você com certeza conhece... Como, por exemplo, "Havia um homenzinho torto...", "E me faz novo, todo novo....", "Uma pipoca estourando na panela...."
Vale a pena conferir o seu testemunho apresentado no Congresso da Renovação Carismática-ES, em 2008!
1ª Parte


Santa Missa - Missa Cura e Libertação

4º SOU O TEU MILAGRE

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Morte santa que me ensina o que é amar!

São 22h04m.
Minha irmã me liga no celular!
Acabo de saber que Deus chamou minha tia pra cozinhar para Ele lá no céu. 
Espero que Ele goste do tempero dela, pois eu acha a comida dela maravilhosa!
Apesar de triste, fico tranquilo em saber que ela ficará me esperando lá no céu.
Tem morte que é sinal de vida!
A morte da minha tia foi assim. Uma morte santa!
Daquelas que a gente olha para trás e só lembra de uma pessoa que viveu amando seus filhos e se marido sem pedir nada em troca. 
Apesar de sofrer tanto, nunca deixou de amar
Penso que ela entendeu Jesus Cristo mais do que eu!
Uma morte santa que me ensina o que é amar!

Internet como ambiente de missão


As tecnologias de informação e comunicação têm transformado nossa forma de viver. Celular, internet, redes sociais. Nosso cotidiano possui elementos que, há poucos anos atrás, eram inimagináveis. As distâncias são vencidas, a velocidade é cada vez maior, o tempo é agora. 
O mundo virtual faz parte da nossa sociedade e da vida da maioria das pessoas. Diante desse novo ambiente, como podemos semear a Cultura de Pentecostes? 
A internet também possui algumas regras de convivência, as chamadas netiquetas. Entretanto, para semear a Cultura de Pentecostes é preciso mais que boa educação. Por isso, a Comissão de Comunicação da RCCBRASIL distribuiu no ENF 2011, um folder com orientações que auxiliam os carismáticos a utilizarem a sua presença na rede em prol da evangelização.
Leia abaixo, algumas dicas importantes para representar bem a nossa fé no mundo virtual:
 - Não replique todas as informações que você recebe
Além de você encher a caixa de e-mail dos seus contatos, acaba diminuindo a possibilidade das pessoas lerem suas mensagens. Às vezes, uma informação relevante pode parar no lixo eletrônico simplesmente pelo fato de ter sido enviada juntamente com outras mensagens do mesmo destinatário.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Concurso Vozes da Igreja


Estão abertas as inscrições para o concurso “Vozes da Igreja”, de canções em homenagem a Nossa Senhora Aparecida. Em sua 5ª edição, o concurso, realizado pela Rede Aparecida de Comunicação, traz uma novidade, que é a premiação a de um caro zero quilômetro à paróquia vencedora.
“Outra grande novidade é a nossa ‘garota-propaganda’, Dona Jandira, que fez muito sucesso com o público no ano passado e está de volta nesta edição com sua alegria contagiante”, conta o padre Josafá Moraes, diretor de programação da Rede Aparecida e diretor do programa Vozes da Igreja.
As inscrições podem ser feitas pelo site www.vozesdaigreja.com, até dia 23 de setembro, período que inclui a inscrição e o envio de todos os documentos descritos no regulamento.
O “Vozes da Igreja” tem como objetivo principal unir as comunidades paroquiais para que seus músicos mostrem seus talentos e ainda concorram a um prêmio.
A final do concurso será transmitida pela TV Aparecida, no dia 3 de dezembro, com a participação das bandas pré-selecionadas de acordo com as etapas do concurso e atrações musicais do meio católico.
O projeto Vozes da Igreja nasceu a partir do Festival de Música Mariana, promovido pelo Santuário Nacional. Com a vinda do papa Bento XVI ao Brasil, em 2007, decidiu-se fazer um evento de maior repercussão, criando o “Vozes da Igreja”.
Dúvidas e informações entre em contato com os organizadores do evento, no endereço vozesdaigreja@tvaparecida.com.br .
Fonte: CNBB

A MÚSICA QUE UNE E QUE SEPARA - PE. ZEZINHO

Musica é como rosa. Bonita, mas tem espinhos. Pode encantar e pode ferir. Mas o mundo a usa desde tempos imemoriais. De sons desarticulados, mas diferenciados, acabou em harmonia, som após som, justaposição de notas e virou mensagem pensada. Salmistas, sacerdotes e reis sabiam do poder da canção. Davi tocava harpa e, mais tarde, como rei achou lugar de destaque para a música no seu governo. Tanto, que chegava a escalar pessoalmente os cantores do templo, tamanha a importância que dava aos que viviam da música. (1 Cro 9,33 ; 15,27) Afirma-se que Nero a usava. Os detratores acrescentam: muito mal! Hitler a usou abertamente para o mal. As cortes e os exércitos a usavam e usam. Bandas, orquestras, quartetos, corais, concertos, canto litúrgico, tudo é para divulgar, organizar, motivar e chamar. A música pode ferir, ensurdecer e desestruturar. Pode harmonizar, aclamar e até contribuir para a cura. A músico-terapia é experiência mais séria do que se imagina ou se admite.
Usam da canção as religiões; investem pesadamente nela os católicos, os evangélicos, os mais diversos credos religiosos. Algumas igrejas pentecostais gastam hoje milhões de dólares ou reais na preparação dos seus cantores. Monges, autoridades e povo cantam desde tempos imemoriais. Entre os católicos a música forjou toda uma geração de religiosos. Levantavam e ainda levantam-se de madrugada e vão dormir ao som de louvores cantados. Cantores tocam, cantam e dançam nas salas de concerto, nos templos, nas ruas. Música bem tocada chama o povo. Abre espaço para a mensagem que vem depois. E há uma canção mais agressiva que às vezes vem acompanhada de tóxicos; quem pensou em rock pensou errado. Há muita música que se executa regada de bebida e de tóxicos porque cria e serve a determinado ambientes, no mínimo suspeitos.
Cantam os da Teologia da Libertação, os da Renovação Carismática, os marianos, os arautos do Evangelho, os monges do Tibet, os Católicos, os Pentecostais, os conservadores, os progressistas, os moderados, os ecumênicos, os proselitistas. Sua música traduz o seu modo de ver a terra e o céu. Entra lá a canção que afina com seu projeto. Só ela! Raramente cantam o canto do outro. Nem sequer expõem nas suas lojas as canções do outro do outro movimento ou da outra igreja. Ciumentamente divulgam apenas os seus cantores. É que dentro da canção vai a fé ou a ideologia. Precisam dela porque além de evangelizar canção pode dar lucro! Cantam os seus e esperam que o outro os ouça. Eles preferem não ouvir quem não ora como eles.
A música une ou separa. Chama para o amor e para a guerra. Para o bem e para o mal. Feita por vozes e instrumentos, ela é também instrumento e porta-voz, de Hitler, Stalin ou de uma simples e humilde escola para cegos. Feliz é quem a usa de maneira ética! Feliz de quem não se deixa dominar ou enganar por ela! Instrumento de diálogo, não deveria cair nas mãos nem dos violentos, nem de pessoas incapazes de dialogar. Não pode ser transformada em arma, nem veículo de mentira ou de fanatismo. É divina demais para isso!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sugestão de Melodia - Salmo 144

Produção Musical, arranjos e execução - Paulinho de Jesus
Melodia e Música: Juliana de Paula 

CC BY-NC-ND 2.5

— Vós abris a vossa mão e saciais os vossos filhos.
— Vós abris a vossa mão e saciais os vossos filhos.

— Misericórdia e piedade é o Senhor,/ ele é amor, é paciência, é compaixão./ O Senhor é muito bom para com todos,/ sua ternura abraça toda criatura.
— Todos os olhos, ó Senhor, em vós esperam/ e vós lhes dais no tempo certo o alimento;/ vós abris a vossa mão prodigamente/ e saciais todo ser vivo com fartura.
— É justo o Senhor em seus caminhos,/ é santo em toda obra que ele faz./ Ele está perto da pessoa que o invoca,/ de todo aquele que o invoca lealmente.
Fonte: Canção Nova

Congresso Mariano - 30 e 31/07

sexta-feira, 22 de julho de 2011

A postura do músico na Santa Missa - Andre W. Florencio


"Músicos, a Santa Missa não é um show!"
Olá gente! "Tô na área" mais uma vez!
Há algum tempo, recebi uma mensagem do Twitter de um amigo, que dizia: "Já toquei em todos os palcos que eu gostaria, mas nada é como tocar na Missa". Fiquei feliz em ler isso, principalmente porque veio de um grande amigo. Refleti sobre essa frase e resolvi escrever sobre o assunto. Para isso precisamos entender um pouco o que é a Santa Missa. 
Segundo o Catecismo da Igreja Católica (CIC), n. 1323, Santa Missa é: "O nosso Salvador Instituiu na Última Ceia, na noite em que foi entregue, o Sacrifício Eucarístico do seu Corpo e Sangue, para perpetuar pelo decorrer dos séculos, até voltar, o Sacrifício da Cruz, confiando à Igreja, sua esposa amada, o memorial da sua Morte e Ressurreição: sacramento de piedade, sinal de unidade, vínculo de caridade, banquete pascal em que se recebe Cristo, a alma se enche de graça e nos é concedido o penhor da glória futura". E continua: " [...] ela é a renovação do Sacrifício de Nosso Senhor Jesus Cristo, que sendo verdadeiro Deus e verdadeiro homem, pagou pelos nossos pecados na cruz. Tal Sacrifício se torna presente na Santa Missa no momento em que o pão e vinho se tornam verdadeiramente o Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor. (CIC, 1373-1381). O Santo Sacrifício da Missa é incruento (ou seja, sem sofrimento nem derramamento de sangue), pois não se repete, ou seja, é o mesmo e único Sacrifício do Calvário, porém, torna-se verdadeiramente presente na Santa Missa para que possamos receber os seus frutos e nos alimentar da Carne e do Sangue de Nosso Senhor. Por isso o Sagrado Magistério nos ensina que "o sacrifício de Cristo e o sacrifício da Eucaristia são um único sacrifício" (CIC, 1367).

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Palavra de Deus para o Músico


Estava lendo um pouco a palavra de Deus e encontrei essa pérola:
"Como pedra de esmeralda em ornamento de ouro, assim é o concerto de músicos num banquete com vinho; como, num engaste de ouro, avulta o sinete de esmeralda, assim é o conjunto dos músicos com o vinho alegre e moderado."
(Eclesiástico 32, 7-8)

domingo, 17 de julho de 2011

Missa do Clube da Evangelização dia 19/07 - Canção Nova

Este mês de julho, mês de Festa na missão da Canção Nova em Brasília, teremos a alegria de receber para celebrar a Missa do Clube da Evangelização, Padre Cleidimar Moreira!! Já coloque na sua agenda e venha rezar conosco!!

Programa Cia de Músicos - Pastoral da Música em Brasília

sábado, 16 de julho de 2011

Aprofundamento para Músicos - Canção Nova



“Não descuides o dom da graça que há em ti!”

A música católica tem crescido e se desenvolvido não somente na técnica, mas também na unção. É pensando nisso que a Canção Nova convida todos os músicos cristãos para participarem do Aprofundamento para Músicos na sede da comunidade em Cachoeira Paulista (SP).

O encontro será nos dias 26 e 27 de julho, no Auditório São Paulo, e conta com 500 vagas disponíveis. Para se inscrever, entre em contato pelo telefone (12) 3186-2600.

O aprofundamento abordará temas como a espiritualidade e as tentações do músico. Também a importância da oração e do estudo na vida desses profissionais de Deus. Durante o evento, os inscritos também participarão de momentos de adoração e celebração da Santa Missa.

Presenças confirmadas: 
Ricardo Sá - Missionário Canção Nova
Eugênio Jorge - Fundador da Missão Mensagem Brasil
Urbano Medeiros - Músico católico
Dunga - Missionário Canção Nova
Diácono Nelsinho Corrêa - Missionário Canção Nova
Padre Wagner Ferreira - Missionário Canção Nova
Padre Delton Filho - Fundador da Comunidade Coração Fiel

sábado, 9 de julho de 2011

LUNA EIKAR - EL ROSTRO DEL AMOR

Luna Eikar é uma das referências da Música Católica Contemporânea no mundo. Nascida na Colombia, desde os nove anos de idade está na missão. Conheça um pouco mais o seu trabalho visitando o site www.lunaeikar.com

Formação - Dinamização de Ensaio, arranjo e improvização

Formação!!
Mas­ter Class com Ser­gio Medei­ros
Temas: dina­mi­za­ção de ensaio, arranjo e improvização.
Local: Audi­tó­rio da TV Rede Vida, às 14h do dia 10/07.
Taxa de R$5,00 por pessoa.
Grande opor­tu­ni­dade para seu cres­ci­mento musi­cal!!! Não perca!!
Fonte: Pastoral da Música - Arquidiocese de Brasília

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Três Livros importantes da Bíblia para os músicos

Neste episódio do “PodMusica”, a missionário da Comunidade Canção Nova Padre José Augusto, fala sobre o tema: "Há um tempo certo para entrar em um ministério de música?"

Confira:
 


Existem três livros na Bíblia que são muito importantes para que vocês, como ministros de músicas, leiam e possa guardá-los: o primeiro e o segundo livro de Crônicas e os Salmos. Nesses livros, vocês vão encontrar o essencial para aqueles que são chamados por Deus para proclamar o louvor.Afirma o sacerdote.

Padre José Augusto é membro daComunidade Canção Nova desde 1993. Ingressou no seminário em 1986, na Congregação Filhos de Maria Imaculada (Pavonianos - Ludovico Pavone), em Vitória (ES), onde estudou Filosofia. Terminada essa etapa, foi para São Paulo estudar Teologia, onde conheceu a Canção Nova. Sua caminhada é marcada por uma espiritualidade de mortificação, jejum, penitência e oração.

Primer Amor - Felipe Gómez

Concerto "Un Canto a la Vida", realizado no dia 08 de novembro de 2008, na Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe - Colombia - Bogotá

Oração do Músico

Senhor, Jesus Cristo, Somos notas diferentes na mesma pauta do Reino de Deus, Nós Te Louvamos por este tempo de pausa, de silêncio. Lembramos que a quietude de Tua mãe, Maria, permitiu que ela respondesse, sim! E a Canção se fez gente, e habitou no meio de nós (Jo 1,14). Temos timbres diferentes e exatamente por isso podemos cantar a trinitária harmonia dos acordes da fé, da esperança e do amor. 
Que possamos unir nossas diferenças para que a canção seja mais santa e mais bela. Sabemos que na vida existem acidentes. Mas não nos deixes cair na desafinação. Que possamos ouvir a voz uns dos outros, seguindo as Tuas orientações e movimentos, nosso maestro maior! Alerta-nos para que saibamos obedecer os sinais de expressão: Desde o pianíssimo e oculto serviço da composição, até a fortíssima visibilidade de nossa canção nos Meios de Comunicação. 
Acima de tudo nós Te pedimos: Lembra-nos que a clave é quem dá o nome, a altura e o significado de tudo o que cantamos. E a nossa clave és Tu, Sol nascente, Luz do Alto, que veio nos ensinar a profetizar pela canção, com os olhos para o alto e com os pés firmes no chão. De todas as verdades És o supremo cantor. Senhor Jesus, Nossa boca cantará o ritmo do Teu coração. Unidos cantaremos a Tua eterna canção de Amor. Amém!

Fonte: Hela Amorim 

Te Necessito e Mi Mas Grande Pasion - Jon Carlo

Jon Carlo faz parte da Renovação Carismática nos EUA...
Mais um irmão na linda caminhada de CANTAR A GLÓRIA DE CRISTO!
Vale a pena conhecer!


quarta-feira, 6 de julho de 2011

Como lidar com a sensibilidade, o orgulho e a vaidade do músico?

Confira essas e outras dicas agora:


Participam do PodMúsica desta semana Emanuel Stênio e Inácio, membros do Ministério Amor e Adoração, para dialogar sobre este tema: Como lidar com esses sentimentos tão humanos e comuns a todos nós?
Esse podcast vem ao encontro de todos que não sabem como trabalhar com a sensibilidade aflorada, o orgulho e a vaidade desmedidos, principalmente os ministros de música e todos aqueles que exercem algum tipo de liderança cristã.
Nesta partilha descontraída e formativa, os músicos e missionários testemunham a sua experiência como ministros de música e como homens que querem ser canal de Deus para as pessoas, buscando ter uma vida de santidade, independentemente do seu estado de vida.
Para todos que são referência nos movimentos eclesiais, principalmente, os ministros de música e pregadores, eles partilham sobre os principais desafios enfrentados na vivência do ministério em seu dia a dia, por exemplo: como lidar com os fãs, com o orgulho e com a vaidade dentro do ministério de música.
E relatam como ultrapassar a barreira da vaidade canalizando tudo para Deus: "Não dê brechas, tenha uma postura diferente.
Nós músicos cristãos trabalhamos com o inverso deste mundo, não a nós, mas tudo para Deus", aconselham.


Fonte: Canção Nova

Palo Santo - Angeles de Dios

Palo Santo é uma banda que representa o Rock Católico Colombiano e em todo mundo.
Interpreta uma versão da música Anjos de Deus, do Padre Marcelo Rossi.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Melodia do Salmo 33

Produção Musical, arranjos e execução - Paulinho de Jesus
Melodia e Música: Juliana de Paula 

CC BY-NC-ND 2.5



CIFRA...

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Música do Demônio? - Pe. Zezinho à Eraldo, Cristoatividade


Mexendo em fotos e arquivos da história da CODIMUC, deparei-me com um artigo do Pe. Zezinho, scj, com o título “Música do demônio?“. Na verdade, é mais um testemunho, uma carta de encorajamento, do que propriamente um artigo. O padre, como um irmão mais velho e mais experiente na caminhada, confirmava o ministério dos mais jovens. Assim como Jesus havia mandado Pedro fazer (cf. Lc 22, 32).

Escrito e publicado em 2005, por ocasião da realização do evento Jesus is the Rock, o texto se mostra atual e traz reflexões ainda em voga nos dias atuais.

Por isso, reproduzo abaixo o texto do Pe. Zezinho,scj.

Acima, um vídeo do Cristoatividade, primeira banda católica a gravar rock. O grupo revolucionou a música católica em meados da década de 90.

————————————————————————————

Caro Eraldo,

Vi você meio triste com o que andaram dizendo a respeito dos seus meninos, que tocam rock para Jesus. Não gravo aí, não sou da RCC. Acho que também tenho carismas e entendo que, nessas horas, a gente mostra se vê ou não vê o valor dos outros. Alguém discordou de vocês. Então, ouça-me! Eu vejo aonde vocês querem chegar e sei que não foi, não é nem será fácil. Começo propondo-lhe que leia Colossenses 3,13 e 3,16-17. Lá perceberá porque deve continuar sereno e continuar a gravar rock religioso!

Festival Música e CIA - 2ª Semi-Final

terça-feira, 21 de junho de 2011

Festival Música & Cia - Vídeos da 1ª Semi Final

Se você quer ficar por dentro do que aconteceu na Primeira Semi-Final do Festival Música e Cia, realizado no dia 18 de Junho de 2011, no auditório da Rede Vida, Brasília-DF, é só acessar o site Pastoral da Música. Só para você ter um gostinho, segue alguns vídeos das apresentações.




quarta-feira, 15 de junho de 2011

Encontro para Músicos Católicos

Música proporciona melhor qualidade de vida

Terça-feira, 14 de junho de 2011, 16h59

Música proporciona melhor qualidade de vida

Renata Loures
Canção Nova Notícias


Um estudo da Associação Americana de Psicologia revela, o que muitos músicos já experimentam. Quem tem alguma relação com a música, tem mais qualidade de vida e menos chances de ter problemas de memória durante a terceira idade.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Quero Cantar - Osvaldo Lima

Contexto: Compus está canção em 10/06/2011, na semana de Pentecostes. Estava com tanta vontade de falar pra todo mundo ouvir que meu Deus é bom demais....

QUERO CANTAR
(Osvaldo Lima)
A tua presença em minha vida
Me faz cantar meu Senhor
A tua presença em minha vida
Me faz dançar meu Senhor

Mesmo quando a tempestade me alcançar
Quero cantar ao meu Senhor
Mesmo quando a tristeza faz chorar
Quero louvar ao Deus de amor

Deus é bom demais
Não me deixa jamais
Posso confiar no Seu amor

Posso confiar no Seu amor
Se a dor chegar
Deus é meu Senhor
Eu quero cantar
Glórias ao Senhor
Ele é meu Deus
O meu Salvador


Obs:
Imagem  http://www.rccbrasilia.org.br/#

Direitos autorais atestados pelos céus!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

O sentido do Pentecostes

Com ele tem início a ação evangelizadora para todas as nações 

Para entendermos o verdadeiro sentido da Solenidade de Pentecostes, precisamos partir do texto bíblico que nos apresenta na narração: "Quando chegou o dia de Pentecostes, os discípulos estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído como de um vento forte, que encheu toda a casa em que se encontravam. Então apareceram línguas como de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito lhes concedia expressar-se. Residiam em Jerusalém judeus devotos, de todas as nações que há debaixo do céu. Quando ouviram o ruído, reuniu-se a multidão, e todos ficaram confusos, pois cada um ouvia os discípulos falar em sua própria língua" (At, 2, 1-6). Essa passagem bíblica apresenta o novo curso da obra de Deus, fundamentada na Ressurreição de Cristo, obra que envolve o homem, a história e o cosmos.

O Catecismo da Igreja Católica diz que: "No dia de Pentecostes (no termo das sete semanas pascais), a Páscoa de Cristo completou-se com a efusão do Espírito Santo, que se manifestou, se deu e se comunicou como Pessoa divina: da Sua plenitude, Cristo Senhor derrama em profusão o Espírito" (CIC, n. 731).

Nessa celebração somos convidados e enviados para professar ao mundo a presença d'Ele [Espírito Santo]. E invocarmos a efusão do Espírito para que renove a face da terra e aja com a mesma intensidade do acontecimento inicial dos Atos dos Apóstolos sobre a Igreja, sobre todos os povos e nações.

Por essa razão, precisamos entender o significado da Terceira Pessoa da Santíssima Trindade: "O termo Espírito traduz o termo hebraico Ruah que, na sua primeira acepção, significa sopro, ar, vento. Jesus utiliza precisamente a imagem sensível do vento para sugerir a Nicodemos a novidade transcendente d'Aquele que é pessoalmente o Sopro de Deus, o Espírito Divino. Por outro lado, Espírito e Santo são atributos divinos comuns às Três Pessoas Divinas. Mas, juntando os dois termos, a Escritura, a Liturgia e a linguagem teológica designam a Pessoa inefável do Espírito Santo, sem equívoco possível com os outros empregos dos termos espírito e santo" (CIC, n. 691).

A Solenidade de Pentecostes é um fato marcante para toda a Igreja, para os povos, pois nela tem início a ação evangelizadora para que todas as nações e línguas tenham acesso ao Evangelho e à salvação mediante o poder do Espírito Santo de Deus.

O Papa Bento XVI fala sobre esse processo de reunificação dos povos a partir de Pentecostes: "Tem início um processo de reunificação entre as partes da família humana, divididas e dispersas; as pessoas, muitas vezes, reduzidas a indivíduos em competição ou em conflito entre si, alcançadas pelo Espírito de Cristo, abrem-se à experiência da comunhão, que pode empenhá-las a ponto de fazer delas um novo organismo, um novo sujeito: a Igreja. Este é o efeito da obra de Deus: a unidade; por isso, a unidade é o sinal de reconhecimento, o 'cartão de visita' da Igreja no curso da sua história universal. Desde o início, do dia do Pentecostes, ela fala todas as línguas. A Igreja universal precede as Igrejas particulares, as quais devem se conformar sempre com ela, segundo um critério de unidade e universalidade. A Igreja nunca permanece prisioneira de confins políticos, raciais ou culturais; não se pode confundir com os Estados, nem sequer com as Federações de Estados, porque a sua unidade é de outro tipo e aspira a atravessar todas as fronteiras humanas" (Bento XVI, Homilia na Solenidade de Pentecostes, 23 de maio 2010).

Temos necessidade do Espírito Santo Paráclito no nosso tempo: Veni, Sancte Spiritus!
Padre Reinaldo
Comunidade Canção Nova
08/06/2011 - 08h10

terça-feira, 7 de junho de 2011

Festa de Pentecostes - 2011 - Comunidade Renascidos em Pentecostes

Músicas do Movimento Focolares

Se você é um apaixonado pelas músicas do Movimento Focolares, encontrei um blog muito interessante do Movimento Focolares da Bahia, Vitória da Conquista, que traz as músicas, letras, fotos e vários materiais do movimento.
Você também poderá ouvir as belas canções dos CD's.
O link remete diretamente à Rádio Focolares.
Para acessar o Blog da Comunidade de Vitória da Conquista-BA, basta clicar na imagem ao lado.
Vale a pena conferir!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Dicas para gravar o seu próprio CD

Tonny Allysson é o convidado do PodCast


No PodCast desta semana o músicoTonny Allysson apresenta várias sugestões de como fazer a produção e a gravação de um CD de forma independente.

Ele oferece algumas dicas de como escolher a gravadora e/ou estúdio fonográfico para começar a gravação de um disco, como escolher o repertório musical, os músicos acompanhantes, os produtores, entre outros, e, sobretudo, como deve ser a vida de oração do músico nesta fase.

Além dessas indicações, ele conta como é sua experiência com Deus e como sentiu a inspiração de gravar o seu primeiro CD e quais foram os seus principais desafios.



Confira: 








Tonny Allysson é um cantor católico, missionário e pregador, mais que isso: é servo de Deus, que procura atender o chamado do Senhor com seu trabalho. E já está com o segundo CD gravado, cujo título é: "Poderoso Deus". 


quarta-feira, 4 de maio de 2011

Missa do Clube do Ouvinte - Canção Nova

Formação para Ministros do Louvor

Navegando por esse "mundo" da internet, encontrei um material abençoado sobre Ministros de Louvor em Grupos de Oração. Esse material foi elaborado pelo Centro Carismático Diocesano de Formação e Espiritualidade, de Barueri , São Paulo.
Vale a pena baixar e partilhar o material!
Para baixar o arquivo é só clicar aqui!
Ou entre em contato via e-mail, que eu te encaminharei o material!

sábado, 30 de abril de 2011

Canalize seus desejos para Deus - Pe. Leo


Fonte: Canção Nova - WebTVCN

Cuida de Mim - Osvaldo Lima

Contexto: Compus essa canção no dia 30/04/2011. Fui motivado por duas situações que me angustiava. A primeira delas, meu filho estava internado no hospital, muito triste e com muito medo. Pensei em fazer uma oração por ele. A segunda situação, tem haver com a vida do meu cunhado DD Junior e da Nilma que foram obrigados a devolver o Davi, depois muitos anos amando, educando e partilhando felicidades, sem saber se poderiam tê-lo de volta definitivamente.

CUIDA DE MIM
(Osvaldo Lima)

Escuta, Senhor
A minha voz
Quando a escuridão chegar
Perto do meu coração

Quando a dor bater
E a solidão entrar
Cuida de mim
Estende tua mão

Pois tu és meu braço forte
Minha esperança e salvação
A fortaleça e meu abrigo
Quando a tempestade invade o coração

Socorre-me em meus pensamentos
Guia-me em tua direção
Vigiai minhas palavras
Abri meus olhos e meu coração

Só por amor
Escuta, Senhor
Só por amor.

Obs.:
Direitos autorais atestados pelos céus!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

CANTORES E CALOPSITAS - Pe.Zezinho


A reflexão pode ferir algumas sensibilidades, mas pode também ajudar a mudar um quadro de fácil verificação em muitas paróquias e dioceses. Trata-se de cantores que apenas cantam. Não estudam, não lêem, não se aprofundam e não se atualizam. Apenas cantam. Sabem muito de som, mas quase nada de catecismo.
Também os papagaios e as calopsitas cantam e assoviam. E são aves simpáticas e queridas. Mas não dialogam, nem respondem a perguntas. Não teriam capacidade de ler ou se atualizar. Mas cantores e músicos jovens são capazes e podem. Podem, mas não fazem. Nunca ninguém tentou, ou, se tentou, não conseguiu convencê-los a sair das frases de sempre. Estão lá para cantar e acham que devem aprender novas canções, mas não precisam aprender novos conceitos de vida católica.
Não lêem documentos, nem jamais pegaram no Documento de Aparecida ou no Catecismo Católico. Uma cantora, tempos atrás, perguntou a uma amiga catequista se ela tinha um CIC católico porque o padre havia perguntado aos cantores e catequistas quem lera e trouxera o CIC. 
A catequista precisou explicar que CIC é a abreviação para Catecismo da Igreja Católica. Ela não lera e não tinha um. Mas já canta há oito anos na missa e até dá shows onde fala de Jesus, do jeito que decorou, porque admitidamente nunca leu uma vida de Cristo.
Seria exigência demais pedir aos mais de 100 mil cantores de missas e de shows no Brasil que todos, sem exceção procurassem conhecer a Bíblia, o CIC, o Documento de Aparecida e o Compendio da Doutrina Social?
Deve a Igreja ficar satisfeita com seus jovens fiéis que apenas tocam e cantam? Ou devem eles saber um pouco mais do que sabem? Não seria o caso de quem sabe e canta, motivar quem canta com ele a conhecer um pouco mais sobre os temas que anunciam cantando?  
30/03/2011